Informativo

Sobre Concreto, Tendências construtivas Pontes estaiadas: novidades no Brasil

Postada em 07/08/2011 às 22:31:57
Sobre Concreto, Tendências construtivas Pontes estaiadas: novidades no Brasil
Ponte estaiada sobre o rio Pinheiros, em São Paulo: tendência no Brasil

Os resultados do III Congresso Nacional de Pontes e Estruturas revelam: a principal tendência para este setor da construção civil no país são as pontes estaiadas
A China, um dos países mais desenvolvidos economicamente do mundo, foi um dos primeiros a investir na tecnologia de pontes estaiadas. No Brasil, o setor de obras de arte da construção civil está em crescimento devido a um melhor planejamento e qualidade na execução das obras.
Esta é a principal tendência para o Brasil, resultado de um encontro entre 250 profissionais da área de engenharia e arquitetura do país e do exterior, no III Congresso Nacional de Pontes e Estruturas, realizado no final do mês de abril, no Rio de Janeiro, pela ABPE (Associação Brasileira de Pontes e Estruturas) e pelo grupo brasileiro da IABSE (Associação Internacional de Engenharia Estrutural).
 
O conceito de pontes estaiadas no Brasil pode ser considerado moderno. O modelo estaiado é uma opção de tecnologia para a construção de pontes, além dos modelos de ponte fixa e ponte pênsil. A sustentação dos tabuleiros é feita através de cabos de aço fixados em pilares de concreto moldados no local. A fixação dos cabos pode ser feita em forma de leque – um ponto fixo no pilar, ou forma de harpa – cabos paralelos partindo de vários pontos do pilar. “Hoje, no Brasil, há um investimento maior nesse tipo de estrutura, tanto do setor público como do privado, porque os órgãos públicos e as empresas estão percebendo o potencial da construção civil e isto tem contribuído, significativamente, para o desenvolvimento das regiões onde as pontes são contruídas”, destaca Gilberto do Valle, presidente da Associação Brasileira de Pontes e Estruturas.
Fonte:  Cimento Itambé

Postado por: Jurandir S. Figueiredo

Deixe seu comentário

Outras notícias

Compartilhar: